Por que investir em startups?

Publicado por Parceiros em

 

Startups são empresas recentes, mas não se resume apenas a isso, até porque elas se desenvolvem e perduram por anos no mercado ao obter sucesso. 

As startups são empresas com um modelo de negócios escalável e repetível, inovadoras e geralmente utilizam a tecnologia para funcionar. 

Ademais, as startups procuram uma plataforma para adquirir recursos e abrem parte do capital, permitindo que os interessados possam investir em startups.

As startups são empresas resilientes e promissoras e mostraram isso durante a pandemia do covid-19, pois além de serem as empresas que continuaram lucrando e apresentaram resultados melhores do que anos anteriores, desenvolveram diversas soluções úteis e que auxiliaram grande parte da população. 

Além disso, continuaram crescendo no ano de 2021 e mostraram o quanto as soluções digitais são relevantes para qualquer negócio.

Motivos para investir em startups

Modelo de negócios escalável e repetível 

As startups contam com um modelo de negócios repetível, ou seja, tem a capacidade de fornecer o mesmo produto em escala ilimitada e escalável, pois tem capacidade de expandir sem que isso afete o modelo de negócios. 

Diversifica o portfólio

A diversificação do portfólio é importante, visto que varia as opções, reduz os riscos de prejuízos financeiros e garante uma rentabilidade melhor a médio e longo prazo. Sendo assim, investir em startups permite diversificar o portfólio.

Potencial de lucro elevado

Investir em startups resulta em um potencial de lucro elevado e maior do que em empresas tradicionais, visto que os custos com operações não aumentam proporcionalmente aos lucros. 

Por exemplo, o Facebook é uma startup que iniciou como um aplicativo para conectar universitários e atualmente, está avaliada em US $700 bilhões.

As aplicações em startups são de renda variável, que tem como principal característica a possibilidade de rentabilidade ilimitada, pois não existe limite para o crescimento da empresa e nem prazo definido, consequentemente a rentabilidade será proporcional ao valor investido.

As startups são resilientes em tempos de crise

A pandemia do covid-19 causou uma crise mundial, e as startups foram resilientes, inclusive, as startups não só alcançaram resultados melhores aos de anos anteriores, como também, forneceram soluções diversas para segmentos distintos.

Internacionalização do portfólio 

Existem startups no Exterior, assim se você deseja internacionalizar seu portfólio pode investir em startups internacionais e obter ganhos em moedas estrangeiras que são mais valorizadas que a moeda brasileira, o real.

Se tornar sócio de uma instituição promissora

Uma startup busca uma plataforma para adquirir recursos, com isso, realiza a abertura de parte do capital para que pessoas apliquem. Desse modo, ao investir em startups o investidor se torna sócio, pois compra uma parte da empresa.

Investe em soluções necessárias para o mercado

As startups desenvolvem soluções para o mercado que antes não existiam, porém, o que impede de continuar o negócio ou até mesmo abrir o negócio é a falta de investimento. 

Assim, quando o investidor aplica recursos financeiros na startup está investindo em soluções necessárias e promissoras para o mercado.

Ter contato direto com o diretor da startup 

Ao investir em uma empresa de grande porte na bolsa de valores, você dificilmente conhecerá os diretores da empresa, visto que existem milhares de funcionários, muitos departamentos e filiais espalhados pelo país e exterior. 

No entanto, ao investir em uma startup a empresa é recente, com potencial de crescimento para grande porte em alguns anos, desse modo, ela possui poucos funcionários e você conseguirá ter contato com os diretores da startup, com os indivíduos que possuem maior influência no sucesso de sua aplicação. 

Ademais, se o investidor tiver experiência ou rede de contatos importante para os negócios da empresa, poderá contribuir de forma significativa com esse conhecimento e sua rede de contatos.

Proporciona atividade econômica

Realizar investimentos em startup, resulta na geração de atividade econômica nacional, visto que ao aplicar na empresa, os empreendedores da startup vão direcionar esse investimento para a expansão do negócio e consequentemente, vão contratar novos funcionários, investir em matéria-prima, e gerar atividade econômica no país.

Startups no ano de 2020

O ano de 2020 foi difícil e quase todas as áreas de mercado foram afetadas negativamente, porém, o setor de tecnologia da informação conseguiu sobrepor as quedas, inclusive a digitalização de negócios e operações foram responsáveis por salvar os negócios que permaneceram devido à pandemia do covid-19.

As startups surgem para apresentar soluções para problemas reais, desse modo há uma necessidade de mercado,  que precisa ser resolvida. As inovações são para empresas, instituições públicas, governos.

Devido à pandemia do covid-19 as decisões precisaram de respostas eficazes e rápidas para transformar operações rapidamente, por meio da digitalização de serviços e como muitas empresas nunca tinha se atentado para digitalização, precisaram recorrer às soluções de diversas startups que possibilitaram esse movimento.

No ano de 2020 surgiram os novos unicórnios brasileiros, as startups de alto impacto que chegaram a marca de 1 bilhão de dólares no mercado, concluindo o ano com treze gigantes brasileiras, demonstrando o potencial do empreendedorismo do Brasil e a capacidade de se adaptar em situações atípicas. 

Em 2020 as startups tiveram um desempenho excelente, dos meses de janeira a setembro ocorreu 100 aquisições de startups no país e foram investidos mais de US $2 bilhões.

Na educação foram desenvolvidas plataformas de ensino, na medicina softwares de atendimento, soluções para reuniões, através de dispositivos eletrônicos, além das inovações nos pedidos de comida, na forma como nos locomovemos, nos relacionamos com outras pessoas.

Startups no ano de 2021

Até o presente momento, foi perceptível que mesmo diante da pandemia do covid-19 e as consequências econômicas e sanitárias, as startups no ano de 2021 continuaram sendo promissoras e inovadoras, visto que desenvolveram soluções digitais que continuarão sendo procuradas e determinadas para o sucesso das empresas.

Investir em startups é uma ótima alternativa para ganhos superiores e diversificação de carteira, visto que são promissoras e necessárias no mercado. 

Além disso, ao investir em startups os investidores ficam próximos à empresa, podem influenciar os serviços e produtos disponíveis ao mercado, sentem-se parte de um investimento que gera empresas e renda para as pessoas.

Como realizar investimentos em startups?

Existem diferentes maneiras de investir em startups. A seguir algumas formas:

  • Através de plataformas de investimentos;
  • Através de venture building;
  • Através de aceleradoras;
  • Através de investimentos semente;
  • Através de investimento-anjo.

Cada forma de investimento mencionada tem suas diferenças, assim é importante pesquisar sobre cada uma e encontrar a opção adequada para seu perfil.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *