Segurança do trabalho: profissionais e treinamentos

Publicado por redator em

Para ter uma empresa ou indústria é necessário atender a diversos tipos de regras, como as burocráticas como os laudos e alvarás de funcionamento.

E quando estão em ação, as empresas, comércios e indústrias precisam de colaboradores para efetuar o trabalho e se o ofício não for feito de forma certa pode ocorrer riscos de acidentes, prejudicando a empresa e o colaborador.

É nesse afã que surge a segurança do trabalho, com o intuito de prevenir acidentes de trabalho por meio de normas, como a utilização de calça uniforme industrial, botas, luvas e outros equipamentos, e também de assegurar que o ambiente seja agradável para que assim o trabalhador e a empresa possam produzir de forma eficiente.

O que é segurança do trabalho?

De maneira geral, segurança do trabalho é uma ciência que estuda como uma empresa pode se portar para proteger os seus trabalhadores dentro de um ambiente profissional.

Também atuam com o intuito de promover a saúde, fazendo com que os colaboradores tenham uma maior qualidade de vida.

A segurança do trabalho é regulada tanto por leis como por normas descritas no que é chamado de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) que é regulada pela portaria do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e possui a Norma regulamentadora NR-4, além de seguir diretrizes da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que foram ratificadas no Brasil.

Além disso essas leis obrigam que toda empresa, seja ela pública ou privada, possua um profissional da segurança do trabalho contratado em regime CLT, tudo para que o ambiente de trabalho seja o mais seguro possível.

Existem diversos tipos de profissionais da segurança do trabalho desde aqueles que aplicam testes e fazem laudo de exame toxicológico a pedido da empresa, até pessoas que fazem planejamento de prevenção de acidentes e uso de equipamentos em diversos locais de trabalho.

Profissionais da segurança do trabalho

São diversos os profissionais da segurança do trabalho que são:

  • Técnico de Segurança do Trabalho;
  • Engenheiro da Segurança do Trabalho;
  • Médico da Segurança do Trabalho;
  • Enfermeiro da Segurança do Trabalho.

Cada um desses profissionais tem funções específicas dentro das empresas, como veremos abaixo:

1. Engenheiro do trabalho

O engenheiro do trabalho atua na assessoria de empresas e indústrias com relação a diversos assuntos, como a segurança e a higiene no ambiente de trabalho.

Também verifica as condições do trabalho, como os materiais utilizados, os equipamentos e verifica se é necessário alterações.

Inspeciona também empresas e indústrias, além de comércios, para verificar se seguem as normas de segurança e analisam se há possibilidade de risco de incêndios desmoronamentos e outros tipos de acidentes

Ajuda na conscientização sobre o uso do EPI como a bota de segurança, óculos e as luvas e no planejamento de treinamentos como o treinamento NR 18 (norma regulamentadora) que lida com as condições e ambiente de trabalho na indústria da construção.

2. Técnico do trabalho

O técnico do trabalho possui uma visão mais prática, atua mais na inspeção de empresas e indústrias, verifica se os equipamentos de incêndio estão vencidos, se há necessidade de trocar, e também fazem planejamento de prevenção de acidentes no ambiente de trabalho.

Prepara publicações de matéria sobre a segurança do trabalho, tudo para promover instruções e orientações.

Além disso confecciona cartazes e avisos que ajudam na promoção de novos hábitos e na prevenção dos acidentes.

3. Médico do trabalho

O médico do trabalho atua de forma mais direta com o trabalhador. Realiza exames admissionais e periódicos para os trabalhadores, a fim de identificar possíveis problemas de saúde que decorrem da atividade do trabalho, para assim evitar.

Também auxiliam no desenvolvimento do PCMSO que significa Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, onde é listado os exames obrigatórios dentro do ambiente de trabalho, sendo estes:

  • Os exames admissionais;
  • Os periódicos;
  • Os de retorno ao trabalho depois de uma licença;
  • Mudança de função;
  • Exame demissional.

O médico do trabalho ajuda a promover e preservar a saúde dos trabalhadores, evitar lesões ocupacionais, redução de custos com cuidados na saúde do trabalho, e busca uma maior integração entre os setores da empresa.

Todos esses procedimentos e profissionais são importantes para que a empresa tenha um ambiente agradável e seguro, que garanta ao trabalhador a possibilidade do bom desempenho da função, gerando uma maior produtividade para a empresa.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *