Segurança do trabalho e um funcionamento inteligente

Publicado por redator em

Para que uma empresa ou indústria inicie suas atividades, é preciso realizar diversos procedimentos burocráticos que incluem permissões e vistorias com órgãos públicos. Isso porque, sem esses procedimentos, o estabelecimento fica impossibilitado de atuar.

Após todos os procedimentos serem feitos, o CLCB bombeiros sp (Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros) realiza uma visita para aprovar as medidas de segurança e prevenção de riscos.

No decorrer do desenvolvimento de tais processos, pode ser necessário se adaptar a algumas necessidades ou atender novas demandas, como a instalação de um sistema de segurança de patrimônios, sistemas de segurança contra raios e fatores externos.

Além disso, é preciso garantir a seguridade de um dos bens mais valioso de uma indústria ou empresa: a proteção de seus colaboradores.

É por conta dessas necessidades que este texto trará alguns procedimentos que empresas podem adotar e que permitirão a segurança de seus empregados e a proteção de todo o ambiente.

Elementos externos de segurança

O elemento externo é muito importante para uma indústria, pois isso inclui todas as partes da empresa, seus estoques, seus produtos, seus bens e seus dados. É por isso que trataremos de duas vertentes de segurança externa nos próximos tópicos:

1. Segurança Patrimonial

Segurança Patrimonial é um conjunto de regras e práticas de proteção e controle que permitem que o local da empresa esteja livre de interferências e também de pertubações, preservando a estrutura e seus bens.

Basicamente, a segurança patrimonial lida com:

  • Prevenção de danos;
  • Prevenção e combate de interferências;
  • Prevenção e combate de perturbações;
  • Monitoramento de segurança.

Os danos se referem as perdas materiais causadas por roubo, furto ou qualquer ocorrência que tenha prejuízo material.

As interferências se relacionam aos atos de espionagem, concorrência desleal e sabotagens que podem causar prejuízos financeiros e no andamento dos negócios.

Por fim, as perturbações são situações que interrompem ou ameaçam as atividades a serem realizadas no local, enquanto o monitoramento acompanha visualmente esses situações e identifica possíveis riscos.

Assim, a segurança patrimonial atua tanto de forma armada, caso ta empresa trabalhe com produtos de alto preço ou carregamento de informações de alto risco; ou ainda de forma não armada, que consiste no monitoramento e controle de acesso nas empresas, indústrias e condomínios.

2. Aterramento Industrial

O aterramento eletrico industrial é um sistema de proteção contra descargas elétricas e que permite que, caso ocorra uma descarga elétrica, as máquinas e os equipamentos sejam preservados ao controlar as tensões.

Uma descarga elétrica não isolada ou não aterrada pode causar muitos danos materiais à uma empresa, pois além de equipamentos queimados podem causar incêndios no local, colocando em risco a vida dos colaboradores.

O aterramento elétrico industrial está sempre atrelado à um sistema SPDA aterramento, ou seja, um Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas, que capta a energia e a direciona até o sistemas de aterramento, responsável por dissipar a carga na terra.

3. Equipamentos de combate à incêndios

Os equipamentos de combate à incêndios são essenciais para evitar danos e perdas de vidas humanas. É por isso que a empresa precisa ter uma rota de fuga e treinar uma brigada de incêndio.

Além disso, é importante que pontos estratégicos contem com suporte de parede para extintor preço e o modelo de extintor que mais se adeque ao local e seus riscos.

Há algumas categorias de incêndio e é preciso identificá-las para saber qual equipamento ter em sua empresa. São categorias de incêndio:

  1. Classe A, que são causados por materiais sólidos e deixam resíduos como carvão e cinzas;
  2. Classe B, que são causados por materiais líquidos, gases ou então sólidos que se tornam líquidos;
  3. Classe C, são causados por equipamentos elétricos como geradores;
  4. Classe D,o causados por conta de fogos de artifício;
  5. Classe K, causados por óleo de cozinha e gorduras.

Para cada tipo de incêndio há um extintor recomendado. No caso da Indústria depende de seu setor. Entretanto, por conta do grau de toxidade da espuma anti-incêndio, a indústria de extintores teve de renovar seus fluidos de supressão de incêndios para que se tornassem sustentáveis.

Um desses fluidos é o novec 1230, que não possui água e substitui o consumo de hidrofluorocarbonetos (HFC) que são altamente poluentes.

Elementos internos de segurança

Os elementos internos de segurança estão atrelados à prevenção de acidentes de trabalhos por conta do ofício. Quase sempre quem cuida das normas a serem seguidas é a equipe de Segurança do Trabalho.

Um dos principais motes da Segurança do Trabalho é garantir o uso dos EPIs, Equipamentos de Proteção Individual, em diversos setores e serviços.

Nesse contexto, cabe ressaltar que cada ambiente apresenta uma especificidade e riscos distintos, demandando itens diferentes para a proteção.

Assim, na construção civil, o uso de capacetes, cinta de ancoragem e luvas são essenciais. O mesmo se dá em áreas como a médica com luvas, óculos e máscaras; nos setores administrativos – que possuem alto grau de incidência de LER, lesão por esforço repetitivo – com o apoio para os pés e para a lombar.

Dessa forma, os equipamentos de proteção externa e interna permitem que a indústria faça seu trabalho com eficiência.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *