Projetos elétricos importantes para empresas

Publicado por redator em

Independentemente do segmento, boa parte das empresas depende diretamente da energia elétrica para a realização de suas atividades.

Por exemplo: enquanto uma fábrica precisa dela para alimentar os equipamentos de sua linha de produção, um escritório depende dela para fazer com que equipamentos como computadores, servidores e impressoras funcionam. De qualquer modo, uma falha na rede pode ser fatal.

A boa notícia é que há soluções ao alcance da própria empresa para evitar que isso aconteça. A principal delas é contratar uma empresa de projetos elétricos para realizar todos os procedimentos que tenham a ver com as instalações elétricas do local, desde a elaboração de grandes planejamentos até a realização de pequenos reparos. Como o trabalho estará nas mãos de profissionais, as chances de que haja problemas serão reduzidas.

Quer aprender mais sobre os itens importantes para que a instalação eletrica seja a mais eficiente possível? Então, continue lendo e confira algumas informações importantes a respeito de alguns deles:

  1. Quadro de distribuição

Fazer com que a energia elétrica chegue a todas as áreas da empresa pode ser um desafio. Isso pois, depois que ela é entregue pela rede de distribuição regular, é preciso que o imóvel conte com instalações que permitam a sua entrega a todos os equipamentos que precisam dela.

Felizmente, há um item que dá conta disso: o quadro de distribuição de energia. Como o seu próprio nome diz, trata-se de um quadro que contém peças como fios e fusíveis e permite controlar o fornecimento de eletricidade para os mais diversos espaços da empresa.

Além disso, ele também atua como mecanismo de segurança: quando uma sobrecarga é detectada, os fusíveis entram em ação, causando um curto circuito e impedindo danos às máquinas conectadas à rede. Por conta de sua importância, é fundamental que um painel eletrico seja manipulado apenas por profissionais.

  1. Gerador

Por mais que as redes de distribuição de energia elétrica sejam projetadas para serem estáveis e confiáveis, isso nem sempre acontece.

Seja por conta de manutenções ou de problemas meteorológicos, é possível que haja faltas de luz algumas vezes durante o ano.

Por mais que isso não costume afetar usuários domésticos, empresas que dependem da eletricidade podem se ver às voltas com muitos problemas em caso de interrupção no fornecimento.

Consequentemente, recomenda-se que sejam instalados geradores no local. Trata-se de equipamentos que entram em ação automaticamente em caso de falhas na rede de distribuição regular, suprindo as necessidades energéticas da empresa até o seu restabelecimento.

Entretanto, por mais eficiente que ele seja, a compra de tal equipamento requer alguns cuidados. O principal deles é pesquisar a respeito dos modelos disponíveis e decidir qual é o melhor para o contexto em questão. Entre os tipos de geradores comercializados no mercado, estão:

  • Gerador mecânico;

  • Gerador químico;

  • Gerador térmico;

  • Gerador eólico.

Do mesmo modo, é preciso ficar atento à capacidade: dependendo da quantidade de equipamentos presentes no estabelecimento e da quantidade de energia demandada por eles, pode ser necessário contar com um aparato mais ou menos potente.

  1. Eletrodutos

Por mais que atualmente seja raro usar fios desencapados em projetos elétricos, tais itens continuam sendo delicados, e, assim, precisam da devida proteção: rompimentos e outros defeitos podem prejudicar o fornecimento de energia em toda a empresa.

Felizmente, existe um item que pode ser usado com essa finalidade: os eletrodutos. Trata-se de canos plásticos projetados especialmente para a proteção de fios elétricos, permitindo que eles fiquem abrigados em seu interior.

Vale ressaltar que, por mais que estes itens protejam os fios e as pessoas que transitam pelo local de choques elétricos, ainda é preciso que todos os profissionais atuantes na manutenção elétrica usem equipamentos de proteção, como a botina de segurança. Isso será visto em detalhes mais adiante.

  1. EPIs

Não é preciso ser especialista no assunto para saber que, quando um profissional lida com materiais elétricos de maneira cotidiana, um dos maiores riscos aos quais ele se expõe é o de choques elétricos. Afinal, um simples toque em um fio desencapado pode causar uma série descarga elétrica.

A boa notícia é que isso é facilmente prevenível: basta garantir que todos os profissionais da área atuem munidos de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Trata-se de itens simples, como uma bota de segurança masculina ou feminina, luvas e óculos de proteção que visam manter a integridade do profissional em caso de um incidente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *