Os 5 tipos mais importantes de controle de acesso

Publicado por redator em

Hoje, a segurança é algo muito procurado por empresas, residências e indústrias. Por estarmos vivendo em um período onde a violência é alta, muito se investe em sistemas de segurança e controle de acesso.

Esse último é essencial para controlar quem entra e quem sai dos locais. Assim, empresas de controle de acesso são muito procuradas.

Com esses controles, pessoas não autorizadas não conseguem entrar no ambiente, tornando-o mais tranquilo e seguro. Dessa forma, é extremamente importante a instalação desses equipamentos e sistemas, até mesmo para o bom trabalho das pessoas, em casos de ambientes empresariais.

Quando o trabalhador se sente seguro, ele produz mais e com mais qualidade.

Tipos de controles de acesso

Os controles de acesso podem ser diversos. Com o avanço da tecnologia, cada vez se tornam mais seguros e complexos. Hoje, vamos detalhar os seguintes tipos:

  • Portaria virtual;
  • Câmera de segurança;
  • Crachá;
  • Biometria;
  • Senha.

1. Portaria virtual

Cada vez mais comum, a portaria remota é um estilo de portaria que não necessita de um porteiro presente no local. À distância, quem necessita entrar, toca um interfone e o porteiro, que permanece na empresa de portaria, permite ou não o acesso.

Essa foi uma alternativa para evitar que porteiros se tornassem reféns de algum tipo de ação criminal e, assim, não tivessem controle sobre a situação.

A empresa de portaria virtual SP é uma escolha cada vez mais comum, tanto para empresas, quanto para condomínios.

2. Câmera de segurança

A câmera de segurança está presente, normalmente, dentro de outros sistemas de segurança eletronica. Por exemplo, com a portaria virtual, além do interfone, é preciso que a pessoa esteja claramente identificada por meio de uma câmera.

Além disso, as câmeras de segurança também podem fazer o serviço de proteção num geral, não ligada especificamente à acesso. Dessa forma, todo o local é vigiado e protegido durante dia e noite.

Uma dica é instalar placas com os dizeres “protegido por câmeras”. Isso pode fazer com que criminosos não assaltem o local, com medo de serem identificados.

3. Crachá

O crachá, por si só, é apenas um item de identificação corporativa. Porém, hoje, com o avanço das tecnologias, existem crachás com códigos de barras e outras formas de controle.

Assim, para entrar em determinados locais, é necessário inserir ou passar o crachá em uma máquina de identificação. Caso haja liberação do acesso, a porta se abre e a pessoa poderá entrar.

Esse tipo de controle é muito comum para salas específicas, como salas de dados ou de materiais perigosos. Assim, acaba sendo mais uma alternativa para manter um local protegido de ameaças e acidentes.

4. Biometria

O acesso por biometria é outro tipo de controle muito comum e utilizado há algum tempo. Ele consiste em permitir ou não a entrada de alguém por meio da leitura da digital. Assim, a pessoa posiciona um dedo em uma máquina, que detecta se ela está autorizada ou não.

A biometria é muito utilizada em outros locais, como bancos ou até para bater o ponto empresarial. Como cada pessoa tem uma digital única e inconfundível, é uma forma muito eficiente de realizar esse controle.

5. Senha

Assim como as câmeras de segurança, a senha também está presente em outros sistemas de controle. Mas ela por si só já é eficaz.

A ideia é que cada pessoa tenha uma única senha de acesso à determinados locais. Assim, além de permitir ou não a entrada, é possível, também, identificar horários e vezes que aquele indivíduo acessou o ambiente.

Uma dica importante para as empresas é realizar um simples contrato de segurança. Nele, deve conter a cláusula onde diz que a pessoa não pode passar aquela senha para ninguém, sob risco de punição.

Outras formas de segurança

Além dos controles de acesso, existem diversas outras formas de segurança em um local. Seguranças contratados, cercas elétricas e alarmes são alguns dos mais conhecidos.

Cada forma de sistema é eficaz para determinados tipos de local. Por isso, o ideal é encontrar uma empresa de segurança e realizar uma análise antes das instalações.

Por fim, é importante reforçar que a segurança é uma questão fundamental nos dias de hoje. Ela permite maior tranquilidade das pessoas que, consequentemente, vivem e trabalham melhor. Investir nisso, portanto, é investir no próprio negócio.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *