Investimento em startups de tecnologia brasileiras cresce 200% em 2021

Publicado por Parceiros em

desk-office-hero-workspace

A cada vez mais as startups vem ganhando destaque, principalmente no Brasil, e o investimento em startups de tecnologia tem se tornado cada dia mais visível e tem crescido bastante no mercado brasileiro.

Tanto que no primeiro semestre deste ano 2021, houve o investimento em startups brasileiras em cerca de US $5,2 bilhões de acordo com o relatório mensal da Inside Venture Capital Report, mostrando que, de fato, o mercado de investimento em startups de tecnologia tem aumentado.

Além disso, durante esse ano 2021 ainda continua acelerando o investimento em startups de tecnologia, principalmente em ecossistema e inovação.

Vale destacar que todas essas startups crescendo e impulsionando no mercado são com embasamento tecnológico. Empresas como Nubank, Loft, Ebanx, Madeira eram startups e, hoje em dia, são as empresas com bastante protagonismo quando se fala em crescimento e rendimento no mercado.

Aumento de investimentos em startups

Comparado ao volume totalizando nos investimentos em startups de tecnologia do ano anterior, teve um aumento em 295,6%. Os aportes foram segmentados em 339 rodadas. Além disso, somente no mês de junho foram captados cerca de US $2 bilhões. 

As grandes empresas de investimentos no mercado que impulsionaram esses números são o Nubank em US$ 1,15 bilhões, Ebanx em US$ 400 milhões, Gympass em US$ 220 milhões, Hotmart em US$ 126, milhões, Loggi em US$ 212 milhões, entre outras empresas grandes no mercado que teve influência nesse aumento de investimentos. 

Fintechs concentram cerca de US$ 2,4 bi em investimentos

O investimento em startup de tecnologia que mais aquece o ecossistema são as fintechs, concentrando o volume de investimento em todo o Brasil em cerca de US $2,4 bi, o que corresponde uma proximidade a 50% em todo investimento no país.

Além disso, o relatório apresenta que houve uma formação de 113 fusões e aquisições no ano de 2020, o que equivale a dois terços do total do ano. Considerado que mais de um meio delas ocorreram entre  startups por startups.

Olhares de investidores ao nível global voltados para tecnologia

De acordo com relatório do estado de São Paulo, ainda há muitos países que estão em crise devido à pandemia causada pelo coronavírus.

Por causa disso, a maioria dos investidores no mercado está de olho no investimento em startups de tecnologia, e elas continuam fazendo as divulgações de recordes captados durante o primeiro semestre deste ano 2021.

Aproximadamente US $288 bi foram investimentos feitos em startups ao redor do mundo, de acordo com a base de dados Crunchbase, isso durante os seis primeiros meses do ano de 2021.

Refletindo sobre o último recorde no valor de US $179 bi de investimentos no segundo semestre do ano passado, houve um aumento em 61%. Comparando o primeiro semestre do ano passado, no cerca de US $148 bi, a alta se concentrou em um percentual de 95%.

Startups alcançando a avaliação do mercado em US$ 1 bi

No primeiro semestre deste ano, 250 startups no mercado se tornaram fortes e uma raridade no mercado, e houve um alcance de avaliação no mercado no mínimo um valor de US $1 bi.

Durante todo ano passado, apresentaram 161 novas raridades de startups no mercado, onde elas passaram deixaram de serem exóticas. Atualmente o mundo conta com 879 joias raras no mercado em um valor de US $3 trilhões. 

Essas joias raras e incríveis no mundo de investimentos, são conhecidas como unicórnios. Então, durante o primeiro semestre deste ano, houve um registro de 250 unicórnios, com 161 registradas nos Estados Unidos. A seguir, os países China e Canadá formaram para cada um 10 unicórnios. 

Durante o processo de separação entre os investimentos em startups de estágio semente, estágio inicial e estágio avançado -denominado respectivamente: angel e seed, early stage and growth / late stage -, esta última categoria teve uma tração maior de recursos.

Onde, US $11,3 bi foram investidos em startups de estágio semente; em startups de estágio inicial teve o investimento em 81,1 bi; e nas startups de estágio avançado foram ao valor de US $195,3 bi, somando os dois primeiros trimestres deste ano. 

IPOs relevantes em 2021

De acordo com a base de dados Crunchbase, no segundo trimestre de 2021 houve avaliações de mercado no IPO bem interessantes e relevantes na China, Suécia e destaques nos Estados Unidos, contando com 5 unicórnios, avaliados em no IPO em US$ 86 bi.

No setor de Exchange de criptomoedas, chamada Coinbase; na China, durante o 2020, teve a Didi no setor de transporte avaliado em US$ 73 bi; e na Suécia, com setores voltados para alimentos e bebidas, chamada Oatly, teve um valor no mercado IPO em US$ 10 bi.

Investimentos em startups do Brasil

Neste primeiro semestre houve um investimento em 5,2 bi em startups do Brasil, de acordo com o relatório de inovação Distrito, o Inside Venture Capital, considerado um recorde, onde superou em 45% refletindo o ano de 2020.

A alta é em um percentual de 299%, apenas comparando o primeiro semestre do ano anterior. 

Além disso, foram 11 empresas responsáveis por um percentual de 74% de investimento em startups no mercado brasileiro, pelas empresas Nubank, Ebanx, MadeiraMadeira, Hotmart, Bitcoin, entre outras grandes empresas com bastante destaque no mercado.

Atualmente, o Brasil conta com 16 novos unicórnios. Como vimos, houve um grande aumento em 200% no primeiro semestre de 2021 em investimento em startups de tecnologia no mercado brasileiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *