Estudos importantes para os seus filhos

Publicado por redator em

Além das aulas tradicionais, há alguns tipos de estudos que podem trazer vários benefícios no desenvolvimento das crianças. A música é uma dessas áreas. Inclusive, os efeitos começam antes mesmo de matricular seu filho em uma Aula de violão, por exemplo.

De acordo com algumas pesquisas da área, desde que a criança está na barriga da mãe, já há contato com primeiro ritmo musical: os batimentos do coração materno.

Além disso, há estudiosos que acreditam que quando os pais conversam com o bebê (ainda no ventre), o timbre de voz é um estímulo para o desenvolvimento.

Uma dessas pesquisas foi publicada pela Bezos Foundation Familyjunto com a University of Washingntonem Seattle. Basicamente a conclusão do estudo é que a crianças já conseguem absorvem a linguagem logo nas primeiras 10 semanas de gestação.

Após o nascimento, a música pode ser estimulada pela brincadeira e por atividades lúdicas, que, inclusive, são incorporadas nos estudos de uma creche maternal que preze por essa transdisciplinaridade na educação.

Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais sobre quais tipos de aula são importantes na prática e por que vale a pena investir nesse tipo de estudo, continue lendo. Descubra alguns estudos importantes para o desenvolvimento dos seus filhos.

Aula de violão

A infância é uma fase onde todas as descobertas, sensações e expressões perante o mundo começam. Por isso, investir em escolas, iniciativas e grupos que estimulem a criatividade e o desenvolvimento dos pequenos é muito importante.

De acordo com escolas tradicionais de arte do país, atividades musicais envolvendo as crianças podem começar desde os 2 meses de idade (neste caso, com acompanhamento dos pais). Conforme a idade vai evoluindo, a criança pode buscar outros tipos de intervenção. A aula de violão é uma possibilidade neste cenário.

Mais do que aprender a tocar um instrumento, estudar violão é algo que desperta a criatividade, melhora a concentração, elimina o estresse e traz outras vantagens de bem-estar para a rotina.

Neurocientistas da Universidade MgGiil, no Canadá, afirmam, inclusive, que tocar esse instrumento ou fazer uma Aula de violão faz bem para o corpo e para a mente.

O estudo sugere que o toque desse instrumento é capaz de liberar hormônios como a dopamina, que é uma substância conhecida por influenciar na felicidade.

Como escolher um professor ou uma iniciativa?

Da creche à vida adulta, há diversos espaços como as escolas de música que oferecem esse serviço. No entanto, alguns detalhes podem te ajudar a fazer uma boa escolha, pensando na personalidade dos seus filhos e na forma como eles se expressam.

Por isso, antes de de comprar esse instrumento ou um afinador de violao, faça uma pesquisa de instituições e instrutores. Confira o check list abaixo que pode te ajudar:

  • Verifique a experiência do professor com crianças;

  • Observe a adaptação de instrumentos;

  • Saiba mais sobre as metodologias aplicadas nas aulas;

  • Converse com outras mães e pais sobre essa possibilidade;

  • Busque recomendações de centros de educação infantil que prezam pelo desenvolvimento holístico.

Aula de baixo

Diferente do violão, o baixo é um instrumento que pode ser conhecido em alguns lugares como uma guitarra ou espécie de viola. Esse instrumento complementa outros recursos na música e tem quatro cordas. As diferenças não reduzem a importância de investir em uma Aula de baixo para os pequenos.

Assim como os outros instrumentos, desenvolver habilidades com esse dispositivo não só ajuda na criatividade como também nas relações humanas das crianças.

Estudiosos afirmam que, independente do instrumento, aprender a tocar alguma coisa ainda na primeira infância faz toda a diferença na vida adulta.

Estudiosos de música do Canadá acreditam que a criança que começa a fazer algum tipo de aula ainda na Creche maternal, por exemplo, podem ter o desenvolvimento cerebral mais avançado.  

Neste universo, referências da Universidade de Concórdia destacam que os pequenos que começam a estudar música antes dos 7 anos apresentam conexões neurais diferentes do que as que não tiveram esse contato.

Aula de canto

Se você acompanha os realitys shows brasileiros na área musical, já deve ter visto programas específicos para as crianças soltarem a voz. Cantar na infância é uma força de expressão muito comum e em um mundo altamente tecnológico, os estímulos de vídeos, músicas e desenhos animados podem influenciar esse gosto nas crianças.

Além das vantagens dos outros tipos de estudos musicais, matricular seu filho em uma aula de canto pode ser uma coisa muito interessante. No entanto, é muito importante que o desejo parta da criança e que alguns cuidados sejam tomados antes desta decisão.

Como a criança ainda está com a musculatura em desenvolvimento, é importante buscar referências de profissionais experientes e que acompanhem a criança.

Além disso, se houver possibilidade de incluir um psicólogo ou terapeuta infantil nesse processo, esses estudos se tornam mais importantes.

Afinal, ao soltar a voz, a criança cria expectativas e trabalhá-las da forma certa para desenvolver e não gerar traumas futuros na criança é fundamental.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *