Estratégias que podem melhorar o desempenho escolar de crianças

Publicado por redator em

É importante que as crianças tenham um acompanhamento constante de seu desempenho escolar, principalmente para que os problemas sejam identificados da forma mais precoce o possível. Resolver questões pontuais nessa faixa etária pode ser decisivo para evitar problemas de aprendizados no futuro.

Algumas das principais dicas envolvem se posicionar de forma clara  no aprendizado, por exemplo, ir a escola regularmente, não apenas em reuniões ou quando há problemas, além de  observar as lições, agenda, incentivar, entre outras possibilidades que podem ser muito benéficas não apenas para bons resultados escolares, mas também para a relação entre o responsável e a criança.

É importante ter consciência que o desempenho escolar do aluno não está relacionado apenas com o professor e/ou a instituição em si, pois o ambiente familiar também tem grande impacto, principalmente no que diz respeito ao incentivo, tempo de estudo, acompanhamento de tarefas e progressos, entre outros fatores que podem ser cruciais.

Ainda mais, a família pode ser uma aliada de grande potencial no processo educativo, pois possui uma ligação muito particular com a formação.

Assim como a relação dos responsáveis com a escola também pode ser explorada de uma forma positiva, em prol de melhorias para todos os estudantes.

Já que o ambiente escolar tem chances de melhorar de forma geral quando é observado e acompanhado pelos responsáveis dos estudantes em conjunto com os diretores e professores do local.

A relação de aulas de músicas com o desempenho escolar

Ao falar sobre as possibilidades que podem ser exploradas para melhorar o desempenho das crianças na escola, muitas vezes, as aulas de música não são abordadas.

No entanto, é interessante citar que aulas de música podem contribuir com uma maior facilidade na concentração, escrita e leitura, que são indispensáveis para o aprendizado. Além disso, o ensino musical na infância pode reunir as seguintes vantagens:

  • Maior capacidade de memorização;
  • Trabalho de autoestima e confiança;
  • Desperta a criatividade;
  • Promove a paciência;
  • Melhor desenvolvimento da coordenação motora.

Naturalmente, a musicalização nessa faixa etária é distinta do que as aulas para adolescentes e adultos. Afinal, o desenvolvimento cognitivo precisa ser acompanhado e o modelo de aulas precisa cultivar o interesse das crianças, principalmente por meio de situações lúdicas e prazerosas.

Alguns dos instrumentos mais comuns que as crianças podem aprender a tocar são o violão, teclado e bateria. No entanto, o mercado é realmente amplo, o que permite encontrar uma grande variedade de aulas e modelos de escolas de música.

Na aula de bateria para iniciantes nessa faixa etária, rudimentos mais básicos são ensinados e comumente professores adaptam tudo em ritmos básicos conforme o aluno vai evoluindo.

Vale lembrar que tanto nessa aula, quanto com outros equipamentos, se for possível, é recomendado buscar opções menores para as crianças.

A frequência das aulas pode variar de acordo com muitos fatores, como a disponibilidade da criança, interesse e condições de seus responsáveis.

A acessibilidade do instrumento também pode ser favorável, uma opção comumente procurada é aula de violão ou até mesmo aula de ukulele, que apresenta uma estrutura semelhante ao violão, mas reúne suas particularidades. O indicado para esses instrumentos é a faixa etária de cinco a sete anos.

Um conteúdo variado também pode ser muito interessante para as crianças, como na aula de teclado musical, onde o jazz, rock, clássico, entre outros estilos podem ser explorados. Dessa maneira, o repertório musical da criança também é enriquecido.

O reforço escolar vale a pena?

O reforço escolar infantil pode ser muito vantajoso em diversos casos, afinal, é um dos recursos que podem ser explorados para melhorar os resultados e o aprendizado da criança. É uma alternativa que contribui com o foco em problemas pontuais, que são identificados e trabalhados.

As aulas particulares em prol do reforço também são muito buscadas, seja por um tempo específico ou ao longo do ano letivo.

Comumente, é uma opção para casos que exigem mais atenção ou que os pais prefiram maior privacidade no processo do reforço.

Com as alternativas para melhorar o desempenho das crianças citadas ao longo do texto, é possível perceber que as alternativas não são escassas.

No entanto, é importante que os pais observem o estado de aprendizado da criança para averiguar quais são as opções mais adequadas para o caso.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *