Equipamentos comuns no ramo da marcenaria

Publicado por redator em

A marcenaria é um segmento profissional cujo especialista no ramo produz, de forma artesanal e artística, móveis, decoração e objetos úteis feitos essencialmente de madeira.

O marceneiro produz suas obras com diversos tipos de instrumentos e ferramentas, tanto mecânicos como manuais, para poder medir, perfurar, raspar e modelar o projeto em que está empenhado.

Para que ela possa fazer seu trabalho, primeiramente ele irá conversar com o possível cliente e visualizar a projeção, como seus objetivos e características.

Após isso irá desenhá-lo e colocar todo seu conhecimento prático em andamento. Irá produzir desde sua base até sua finalização para poder entregar o projeto.

E para que você saiba como é possível produzir trabalhos como os dos marceneiros, ou queira tirar algumas dúvidas, acompanhe este artigo que irá explicar todos os utensílios usados no ramo da marcenaria.

Saiba mais sobre os equipamentos dos marceneiros

Para quem busca Ferramentas para marcenaria, para que se possa ter um espaço ou uma oficina para fazer seus trabalhos manuais, deve-se ter um prévio conhecimento sobre quais serão os materiais necessários para o seu tipo de trabalho.

Tudo depende de como ele funcionará e também de seu orçamento limite disponível, mas alguns utensílios são indispensáveis, principalmente quando o foco de trabalho é a madeira como matéria-prima.

Em sua caixa de materiais algumas peças serão indispensáveis, como:

  • Grampeador;
  • Trena;
  • Régua de aço;
  • Graminho (para marcações de encaixes);
  • Malho (aço ou madeira);
  • Formas;
  • Esquadro de carpinteiro – 90 e 45 graus;
  • Riscadores;
  • Plaina (niveladora);
  • Grampos;
  • Serras.

Esse conjunto de utensílios irá ajudar em todo o nivelamento e preparação do material que será construído.

As serras cortarão todos os tipos de madeiras em diversos tamanhos e o grampeador de madeira que é o mais utilizado, será útil para unir estruturas de forma diferenciada.

Ele pode ser encontrado em três tipos: o manual que é usado para trabalhos mais simplificados, o elétrico que ajuda em trabalhos pequenos e medianos e o trabalhador não necessita colocar tanta pressão corporal evitando o desgaste físico, e o pneumático que funciona por ar comprimido e é o mais completo para profissionais da marcenaria.

Ou seja, o grampeador de tapeceiro é uma das peças mais importantes de todo o processo, pois assim como a serra, tem funções essenciais para a estruturação do objeto.

Mas, como não é somente desses materiais que o marceneiro irá precisar, falaremos agora também sobre maquinários mais especializados, que ajudam o fluxo de trabalho de forma mais mecânica.

Em relação às Maquinas de marcenaria – Esse pode ser dividido em partes, pois há diversos tipos, mas muitas delas se encontram na mesma categoria.

Dentre as Máquinas de corte algumas das principais são as serras circulares e a esquadrejadeira, que usa a pressão e é capaz de cortar todo o tipo de madeira e ainda fazer seu acabamento.

Há inúmeros formatos e tipos para corte na marcenaria, e cada um deles possui características para necessidades diferentes.

As Coladeiras são máquinas que trabalham na etapa de colagem da fita de bordo. É um dos passos mais importantes da produção.

Já coladeira de borda pode ser encontrada em diversas versões e modelos, desde um modo mais simplificado até o mais profissional e automatizado.

Há também a Tupia de entrada, que retira as camadas de espessuras das fitas e mantém a mesma medida da peça original, assim como o destopador, que retira todo o excesso que a coladeira pode deixar no projeto.

E, por fim, existem as máquinas de acabamento, que se tornam responsáveis pela finalização da produção do trabalho do marceneiro.

Elas terminam os detalhes finais e alguns defeitos que ainda ficaram evidentes, e permite a perfeição do produto final, quando for entregá-lo.

No mundo da marcenaria há diversos tipos de equipamentos que podem ajudar e simplificar as etapas de seus projetos artesanais, para que eles se tornem cada vez mais bem feitos e contenham um aspecto diferenciado, sua própria marca.

Conclusão

Para que você possa investir nessa profissão, é interessante ter os materiais principais e ir investindo dos mais complexos aos poucos.

Comece a sentir a necessidade com o tempo e entenda qual será mais utilizada em seus projetos e como você lida com cada processo. Assim seu ateliê ficará perfeito para suas necessidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *