Entenda como atuar em uma Holding

Publicado por redator em

Poucas pessoas sabem, mais uma holding é uma empresa que detém a maior parte de outras empresas, a grande parte das holding não produz nem serviços e bens.

O que é uma Holding?

É uma parte gestora, ou seja matriz de outras empresas, a expressão em inglês “to hold’’ significa dizer livre, em outras palavras segura, o principal objetivo de uma empresa desse tipo é controlar, administrar uma ou mais empresas, ela que é responsável pela a decisão das demais, por se uma das sócias majoritárias do negócio.

Podemos dizer que uma Holding é uma empresa mãe.

Conheça os tipos de Holding

Hoje existem dois tipos de Holding:

  1. Sociedade pura, onde o intuito é apenas na participação do capital social das outras companhias;
  2. Sociedade Mista, onde além da participação dos lucros, é explorado também a atividade empresarial.

No geral os holdings são recorrentes em empresas de médio e grande porte.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam a Holding Familiar não é caracterizada pela gestão feita por membros da família, na realidade são grupos e companhias administradas e pertencentes ao mesmo clã.

Já a Holding patrimonial é uma administrado dos seus próprios bens, é na realidade uma empresa criada para gerir e administrar todos os bens da companhia.

Dessa forma, a Holding Patrimonial consegue fazer uma gestão de bens centralizada, o controlador deve apenas ser policiar na venda e compra de imóveis, pois ele não pode realizar isso com frequência, olhando pelo lado fiscal acaba ser tornando algo inviável tributariamente.

A criação do modelo das holding tem crescido bastante aqui no Brasil, pelas vantagens que a modalidade desse negócio dispõe e pelos tributos.

Considerações finais

Um dos principais benefícios dessa modalidade de negócio é que a própria empresa se protege das perdas, caso alguma delas venha a falir, a empresa mãe consegue manter a perda de capital e uma queda no patrimônio líquido, onde os devedores e credores não poderão exigir remuneração alguma da empresa que controla.

A Holding é limitada das responsabilidades fiscais, e os impostos, e taxas são mais baixos, as pessoas confundem as holding com as Join Venture ambas seguem conceitos de gestão. A Join Venture por exemplo é uma associação de empresas do mesmo ramo ou ramo distintos.

Vantagens de uma Holding:

  • É muito fácil formar uma holding pois as ações neste caso, podem ser compradas no mercado aberto, onde o consentimento dos acionistas da sociedade filial não é exigido.
  • Os recursos da Holding podem ser agrupados, isso aumenta a rentabilidade.
  • Economia de todas as operações;
  • Os riscos podem ser evitados, já que a empresa mãe não é afetada pelo o prejuízo;
  • Garante a segurança e estabilidade das demais;
  • O fundador tem todo o controle das ações;
  • Resolução de problemas de sucessão administrativa;
  • Melhora a administração e gestão de bens;
  • Cria uma alavanque financeiro;
  • Aumenta e cria uma linha de crédito global de acordo com a necessidade de todas as suas subsidiárias;
  • Facilita empréstimos, melhorando o planejamento estratégico;
  • Maior capital de giro;
  • Diminuição do pagamento de impostos em geral, principalmente o imposto de renda.

Riscos de uma Holding:

  • Por se possível o agrupamento dos capitais, isso pode resultar o excesso de capitalização;
  • Manipulação e fraude de contas;
  • Desvio de poder;
  • Exploração das subsidiárias, onde as mesmas podem ser utilizada para ganhos pessoais;
  • Má concentração do poder econômico;
  • Impedir a entrada de novas empresas;
  • Má gestão das decisões.

Como criar uma holding?

O processo de criação de holding envolve 4 etapas sendo elas:

  • Planejamento;
  • Regularização;
  • Captação de bens;
  • Custos.

O primeiro de todos os processos é o custo onde o indivíduo vai arcar com a demanda de gastos, verifique se existe uma relação vantajosa entre ambos, se de fato for lucrativo, continue com a construção do seu plano de negócios, não se esqueça de realizar o processo de legalização do seu estabelecimento, providencie o registro do contrato social e todos os demais documentos fiscais.

Uma Holding é gerida por um acionista controlar, entenda melhor o que é acionista controlador.

Acionista controlador é o que possui a maior parte, é a pessoa que tem mais influência sob a tomada de decisões da organização que se investe, o mesmo alcança essa posição dentro da unidade de negócio, através de uma assembleia de votos, onde infere as questões que indicam a administração da empresa.

O acionista controlador pode ser uma pessoa jurídica ou física, pode atuar de maneira individual ou em grupo, as atividades do mesmo são de extrema importância para a organização, pois o poder de decisão pode expandir ou prejudicar o sucesso da organização.

Um grande erro do universo administrativo é supor que todo acionista controlador é um acionista majoritário. Embora ele não obtenha 50% do capital de uma empresa, ele exerce sim o controle do poder dentro da organização.

Entenda quais as formas de prevenir o abuso de poder por parte dos acionistas controladores

Os acionistas são pessoas que possuem um compromisso muito grande com a organização, de modo que todas as suas ações estejam alinhadas com o seu projeto, além disso eles devem respeitar a Lei que institui que o acionista controle o poder.

Onde o mesmo é responsabilizado individualmente pelas atitudes tomadas com o abuso de poder, onde seus atos precisam estar alinhados com o que condiz de legal, caso venha descumprir algo dentro do proposto, o mesmo será punido por isso.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *