Dropshipping Nacional

Publicado por redator em

Já pensou vender produtos e serviços na internet sem ter um espaço para armazená-los? Com o dropshipping nacional, é possível vender sem estoque para os consumidores do Brasil, dependendo apenas de estratégias de divulgação e de fornecedores. 

O dropshipping nacional tem ganhado cada vez mais força, sendo uma opção de negócio bastante interessante para as pessoas que querem empreender e ganhar dinheiro com vendas online. 

Além disso, o cenário do e-commerce está favorável para os lojistas que querem trabalhar com dropshipping. Com a pandemia do coronavírus, o comércio eletrônico teve um salto e dobrou a participação no varejo brasileiro.  

Dito isso, acompanhe este conteúdo e saiba todos os detalhes sobre como fazer dropshipping nacional.

O que é Dropshipping Nacional?

O dropshipping é um modelo de negócio em que um pedido é emitido em uma loja virtual e enviado para o consumidor diretamente do fornecedor, sem o lojista ter contato com o processo de seleção, embalagem e envio do produto. 

Em outras palavras, isso significa que o vendedor não necessita de um estoque físico, trabalhando com um empreendimento mais cômodo. 

Ele recebe a ordem do comprador, faz o pedido do item para o fornecedor, que no dropshipping nacional está localizado no território brasileiro, e informa todos os dados para ocorrer o envio ao consumidor.

Apesar disso, o lojista deve se preocupar com outros fatores para seu negócio ter sucesso nas vendas. 

Isso inclui os cuidados necessários para satisfazer os clientes, um atendimento de qualidade, estratégias de divulgação e escolha de bons fornecedores. 

Entretanto, muitas pessoas confundem dropshipping com crossdocking, porém, são modelos bem diferentes. 

O primeiro, somente é realizado pelo fornecedor, já o segundo trata-se de um sistema logístico que envolve um centro de distribuição, tendo como foco o fluxo de mercadorias.

Como montar um dropshipping nacional do zero?

A partir dos pontos já explanados, agora que você entende o que é dropshipping, explicaremos como funciona para você trabalhar nesse segmento e vender produtos de fornecedores. Acompanhe o passo a passo a seguir.

Defina um nicho 

Antes de criar um dropshipping nacional do zero é importante desenvolver um planejamento para seu negócio. 

É possível estudar e conhecer o mercado para definir um nicho estratégico. Com isso, é possível ter mais garantia sobre o sucesso do seu empreendimento e desenvolver as estratégias de venda ideais de acordo com o seu público-alvo. 

Conheça seus concorrentes

Outro ponto que também faz parte do planejamento é a análise dos concorrentes, seja de seu canal de vendas ou outros pontos.

Essa etapa é fundamental para o empreendedor entender com quem disputará as suas vendas e investigar quais ações são usadas por esses negócios para atrair consumidores. 

Dessa forma, é possível saber quais produtos eles vendem, como se comunicam com os clientes, como administram as redes sociais e entre outros aspectos. 

O lojista é capaz de desenvolver diferenciais competitivos para se destacar e aplicar melhores estratégias de venda.  

Defina um canal de vendas

Depois de planejar seu negócio e definir um nicho de mercado, é necessário escolher um  para fazer dropshipping nacional. 

Para isso, é possível criar um site e desenvolver uma loja virtual, utilizar as redes sociais, marketplace ou plataformas de e-commerce, que integram diversos sistemas para o comércio eletrônico. 

Por isso, quando falamos desse modelo de negócio, é interessante apostar em uma loja virtual própria, pois isso permite organizar os produtos, administrar melhor os pedidos e escolher as formas de pagamento online ideais para seu empreendimento. 

Selecione bons fornecedores  

Com o objetivo de obter bons resultados com sua loja de dropshipping nacional, a escolha do fornecedor é fundamental. 

Afinal, é o produto dele que será vendido em seu site que garantirá a satisfação dos consumidores. 

Nesse momento, se o item não for de qualidade, por exemplo, prejudicará as suas vendas e a sua reputação no mercado.

Por isso, pesquise bem os seus fornecedores, entenda como funciona o modelo de entrega, leia a política de venda e verifique a qualidade dos produtos. Observe como é o processo de logística e confirme qualquer cobrança de taxa.

Geralmente, os fornecedores enviam amostras de produtos aos vendedores. Caso ele não enviar, lembre-se de pedir. 

Assim, é possível analisar a qualidade do item e verificar se ele está de acordo com o que você deseja vender ao seu público. 

Escolha um bom meio de pagamento

Além de definir um canal de vendas para seu empreendimento, escolha uma forma de pagamento para oferecer aos seus consumidores. 

É importante optar por uma opção segura, que ofereça prazo rápido de liberação do dinheiro das vendas e que trabalhe com a modalidade de dropshipping nacional. 

Analise também os melhores meios de acordo com o seu público. Caso contrário, os consumidores podem passar por toda jornada de compra, mas desistir na hora de finalizar a compra devido às opções de pagamento disponíveis.

Crie estratégias de marketing  

Por fim, um investimento importante para os comerciantes que trabalham com e-commerce de dropshipping é o marketing. 

O vendedor deve promover o seu negócio a fim de captar clientes e aumentar as vendas. É possível obter lucro e reconhecimento no seu segmento. 

Para isso, é essencial criar estratégias de venda e pós-venda, alguns métodos que você pode aplicar são os seguintes.

SEO (Search Engine Optimization) 

Estratégia que permite melhorar o ranqueamento do seu site nos mecanismos de busca por meio de palavras-chave.

E-mail marketing

Trata-se da criação de e-mails para seus consumidores com o objetivo de aproximá-los da sua marca por meio de conteúdos, descontos e newsletters.

Anúncios pagos

São publicidades feitas no Google Ads, Instagram Ads e Facebook Ads que exigem um investimento, mas que ajudam uma loja virtual ganhar muita exposição na internet. 

Ao realizar as estratégias corretas para sua empresa, é possível obter ótimos retornos com o investimento em marketing, atraindo mais usuários interessados no seu produto e aumentando a conversão de vendas. 

Lista dos melhores fornecedores de dropshipping nacional

Gostou desse modelo de negócio, quer montar o seu, mas não sabe como encontrar fornecedores de dropshipping nacional para começar a vender? 

Listamos alguns nomes de empresas que atuam nesse meio, confira:

  • Hayamax: distribuidora de produtos eletrônicos;
  • Lux Joias: joias e semijoias;
  • Importados de Grife: segmento de moda;
  • Vivo na 25: acessórios e capinhas para celular
  • Ponto Mix Import: produtos do ramo de eletrônicos;
  • Empório Bags: bolsas e acessórios;
    Kaisan: artigos de moda;
  • Xtreme Atacado: atacadista que reúne fornecedores de diversos segmentos;
  • Atacado das Sacoleiras: roupas de atacado de moda masculina, feminina e infantil;
  • Yakao: eletrônicos e aparelhos de informática;
  • Imagem Folheados: jóias e bijuterias.

Ressaltando que é importante saber que cada fornecedor atua em uma categoria diferente, por isso, não esqueça de entender os seus objetivos e definir um segmento para sua loja virtual.

Dropshipping nacional ou internacional: qual é melhor?

Entre o dropshipping nacional e internacional, vale entender que não há um modelo melhor ou pior, mas cada um apresenta as suas vantagens e desvantagens. Acompanhe cada uma delas!

Dropshipping nacional

O dropshipping nacional permite que o vendedor trabalhe apenas com fornecedores dentro do território brasileiro, proporcionando as seguintes vantagens: 

  • Menor prazo de entrega do produto ao cliente;
  • Otimização nas operações de logística;
  • Transações comerciais facilitadas pelo uso apenas da moeda brasileira; 
  • Facilidade de comunicação entre o lojista e o fornecedor devido ao idioma e fuso horário;
  • Processo de trocas e devoluções simplificadas.

Quanto às desvantagens, as mais comuns são elas a limitação de fornecedores brasileiros, menos modelos de produtos ofertados, e maior concorrência com outras lojas online. 

Dropshipping internacional

No dropshipping internacional temos as seguinte desvantagens temos: 

  • Transações feitas em moedas diferentes, como o dólar;
  • Comunicação com fornecedores em idioma diferente;
  • Variação do câmbio;
  • Maior prazo de entrega;
  • Produtos com mais credibilidade.

Em relação às vantagens: maior leque de produtos, parceria com fornecedores altamente especializados nesse modelo de negócio, e preços competitivos.

Resumo

Portanto, como vimos, o dropshipping nacional é um modelo de negócio que trabalha com a venda sem estoque e com fornecedores que atuam apenas no território brasileiro, proporcionando diversos benefícios ao lojista, assim como um plano de marketing.

No entanto, também é possível apostar no dropshipping internacional. Nesse momento, é importante definir qual modelo encaixa mais com seu tipo de empresa e suas necessidades. 

Portanto, agora que você entende o que é dropshipping e sabe como montar uma loja virtual do zero, é possível desenvolver seu empreendimento e optar por um segmento para atuar no mercado conforme a lista de fornecedores deste conteúdo. 

Lembre-se também de apostar nas estratégias e ter um bom, escolher bons fornecedores, definir uma boa plataforma de e-commerce e atender seus clientes com eficiência. 

Categorias: Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *