Detalhes para o processo em escritórios

Publicado por redator em

A gestão de um escritório envolve uma série de responsabilidades. Da escolha da mobília adequada para os colaboradores até equipamentos e confecção de itens de escritórios personalizados como um Carimbo de assinatura, há muitos detalhes e processos envolvidos.

No caso dos materiais para escritório, por exemplo, o ideal é contar com uma empresa parceira para fornecer os produtos com qualidade e de forma acessível.

Em relação à compra e organização dos móveis no ambiente, é fundamental contar com profissionais que entendam a importância das regras que regem a segurança do trabalho.

Assim, para que todos os detalhes sejam cumpridos e os processos de organização dos escritórios sejam produtivos, é fundamental ter um planejamento de estratégia para seu negócio.

Neste cenário, uma solução possível é unir o setor financeiro ao gestor de cada área que precisa de alguma melhoria ou recurso.

Se você tem um escritório ou está pensando em montar um e quer saber um pouco mais sobre os processos de gestão, este artigo pode te ajudar. Confira alguns detalhes para o processo em escritórios.

Equipamentos de escritório: do Carimbo de assinatura aos móveis

Todo escritório precisa de uma boa estrutura. Por isso, itens que ajudam a melhorar a comodidade e o conforto desses ambientes são fundamentais.

Com relação aos móveis, uma dica válida é contar com o apoio de lojas que fazem a fabricação da mobília sob medida, respeitando as regras ergonômicas.

Além dos móveis, é importante contar com um planejamento de materiais de escritório que se adequem a necessidade do seu negócio.

Para se ter uma ideia, em um espaço no qual advogados e médicos trabalham, por exemplo, ter um Carimbo de assinatura é importante e passa credibilidade.

Nesta mesma linha, também é interessante investir em equipamentos personalizados conforme as atividades exercidas no ambiente corporativo em questão.

Além do conforto e da comodidade dos colaboradores, segurança também é algo importante dentro do ambiente de trabalho.

Por isso, contar com estruturas que estejam dentro das normas de segurança propostas pelas leis trabalhistas é fundamental.

Neste sentido, um item que serve para a segurança e para a própria rotina do ambiente corporativo é a Chave gorja.

Na prática, esse modelo de chave é um dos mais utilizados nas fechaduras. É importante que cada funcionário tenha uma cópia da chave e, para complementar o processo de segurança, investir em outros itens de controle de acesso no cenário corporativo é fundamental.

Não é por acaso que os relógios eletrônicos, o controle das entradas e saídas por meio de catracas e a expansão do uso da digital como forma de identificação têm aumentado tanto.

Mesmo com a expansão dos recursos tecnológicos, o investimento nos serviços do tradicional de chaveiro continua válido e ainda funciona muito bem para os processos em escritórios.

Ao integrar todos esses itens, da disposição dos equipamentos até as formas de controle de acesso, o seu escritório recebe uma série de benefícios como:

  • Maior credibilidade;

  • Mais segurança;

  • Mais qualidade na infraestrutura;

  • Qualidade de gestão e organização do ambiente.

Lembre-se: Quanto mais adequada for a infraestrutura do ambiente de trabalho, maior será a produtividade dos funcionários.

Por isso, testar modelos de gestão de processos e fazer um planejamento de como organizar esses detalhes faz a diferença na gestão do negócio e das pessoas

Laudo pericial trabalhista

Toda empresa precisa investir em qualidade, segurança e uma estrutura adequada de trabalho para os colaboradores.

Neste cenário, ambientes industriais ou muito específicos podem apresentar um grau de insalubridade e riscos à saúde maior do que escritórios convencionais.

Nesse contexto, contar com técnicos em segurança do trabalho faz a diferença na credibilidade da empresa e nas condições de trabalho proporcionadas aos colaboradores.

Quando uma empresa não fornece Equipamentos de Proteção Individual (EPI), não informa os colaboradores sobre riscos trabalhistas e não se responsabiliza por eventuais acidentes, o colaborador pode assumir algumas posturas.

A entrada em um processo trabalhista é uma delas. No entanto, se essa for a decisão do colaborador, vale lembrar que é preciso reunir provas em um dossiê de informações que fundamentam o processo.

Por isso, o auxílio de profissionais que são peritos trabalhistas é fundamental.

Na prática, a emissão de um documento como o chamado Laudo pericial trabalhista é cheia de detalhes como:

  • Provas de condições de trabalho;

  • Informações sobre fornecimento/qualidade dos EPIs;

  • Investigação/reunião de informações sobre acidentes de trabalho.

Diante desses detalhes técnicos, é fundamental que toda empresa conte com um setor jurídico.

Dessa forma, a empresa tem mais base para adotar estratégias que não desrespeitem normas de segurança/regras trabalhistas e pode lidar melhor com um processo trabalhista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *