Definindo a sua persona

Publicado por redator em

Uma persona nada mais é do que uma representação fictícia do seu cliente ideal, no qual é baseado em informações reais sobre comportamento e aspectos demográficos de seus consumidores.

Na persona, ainda é possível contar com criações de histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Para se ter uma boa definição de persona, faz-se necessário passar pelo contato com o seu público, com uma análise rápida, da qual identifica características comuns entre os potenciais compradores. Caso a empresa já possua uma base de clientes, a investigação pode começar por eles.

Apesar de poder ter pessoas com perfis diferentes ou empresas que consomem ou consumiram tal produto, alguns deles podem exemplificar sua persona.

Quer uma dica de aprendizado? É necessário focar nos clientes satisfeitos e nos não satisfeitos, pois, com base neles dois, aprenderá algum aspecto sobre a percepção do produto e dos obstáculos que seus clientes estão enfrentando.

Mas lembre-se de um detalhe importante: persona e público-alvo não tem o mesmo significado. O publico alvo é a parte da sociedade para quem a empresa vende seus produtos ou serviços.

Já a persona é a representação do cliente de maneira humanizada e personalizada. A princípio, os dois podem parecer similares, mas a diferença está na estratégia de marketing que está direcionada para pessoas e não a um extenso público-alvo.

Também é necessário limitar a uma única persona no caso de segmentação mais funda, entretanto, é uma prática comum da empresa ou negócio ter mais do que uma estabelecida, mas sem exageros, pois se uma persona limita muito o público, muitas delas acarretam perda de foco da estratégia do empreendimento.

Qual o motivo de se criar uma persona?

Criar uma persona é uma ação essencial dentro da estratégia de Marketing Digital de resultados, assim, pode-se mandar mensagens corretas para as pessoas certas, o que garante maiores chances de êxito.

Mas se não houver uma persona definida, pode ser que a estratégia que a empresa aderiu acabe falhando, pois pode querer, por exemplo, oferecer um produto para classe A e para classe C. Saiba algumas razões para se ter uma persona:

  • Determina o conteúdo que atinja os objetivos;
  • Define o tom e estilo do conteúdo;
  • Auxilia a traçar estratégias de marketing;
  • Define tópicos que precisam ser escritos;
  • Compreender onde os prospectos acham suas informações;
  • Como os prospectos consomem as informações.

Para usufruir as vantagens que esse método agrega ao seu negócio e de coletar alguns dados preliminares, é preciso se orientar pelo perfil do consumidor típico da empresa.

Isso significa que se deve guiar pela maioria para responder algumas questões que podem auxiliar no perfil comportamental da persona.

As perguntas são: quem é o seu potencial cliente? (aqui é necessário colocar os aspectos físicos e psicológicos do responsável pela compra); que tipo de tema é atrativo e de qual setor? Quais as atividades comuns que faz? (aqui pode ser de caráter pessoal e profissional); qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos? Entre outras perguntas para saber mais sobre o cliente.

É necessário ter em mente o que o cliente busca no produto ou serviço que a empresa oferece. Sempre procure assuntos que deixam os consumidores interessados como, por exemplo, problemas que interferem no cotidiano, por exemplo. Assim, a empresa coletará uma ótima quantidade de informações brutas e clientes em potenciais.

Entrevistas para criação de personas

A persona marketing facilita no momento em que a empresa proporciona um determinado produto ou serviço ao cliente, pois, por meio desse método, as empresas conseguem identificar o seu perfil. Entretanto, uma parte do processo de criação de uma persona é realizar entrevistas.

Se a empresa puder entrevistar seus clientes, essa é a melhor maneira de definir uma persona, pois dessa forma, evita-se os famosos “achismos”.

Escolha pessoas, organize um roteiro de entrevistas ou junte grupos de discussões. Após tais decisões, defina o melhor método de abordagem.

Observe quais as pessoas mais ativas nas redes sociais da empresa e que tenha interação. Em seguida, analise as postagens e perfil da pessoa (fase em que já se possui alguns dados).

Consulte o banco de dados dos clientes e selecione os que consomem mais ou os mais frequentes.  Na abordagem, faça uma mensagem de modo privado com o perfil do pessoal se apresentando.

Fale do objetivo do contato e que é uma conversa para conhecer mais os hábitos de compra. Oferecer algum tipo de benefício pode ser atrativo.

O contato pode ser presencial ou a distância, pois o importante é levantar os dados relevantes para a empresa especializar seu produto ou serviço.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *