Como funciona uma holding?

Publicado por redator em

Holding empresarial permite que você trabalhe com outras pessoas, criando um grupo, obtenha algumas vantagens e consiga lucros através de investimentos em ações.

Acionistas são as pessoas presentes nesse tipo de organização (grupo) e que contribuíram para o crescimento através dos investimentos feitos em empresas.

Dito isso, é importante saber o que é holding empresarial e quais são as vantagens de fazer parte desse grupo de investidores. O tema abordado nesse artigo será exatamente esse, para assim esclarecer todas as dúvidas. 

O que é uma holding empresarial?

No Brasil a Lei 6404/76 é quem controla as ações das holdings, essa lei diz respeito às Sociedades Anônimas (SA).

Esse tipo de negócio é uma organização que permite aos seus diretores, na grande maioria “acionistas”, o controle pela administração e tomadas de decisões da empresa.

Resumindo, a organização mantém ativos de outras empresas, outras sociedades, fundos, títulos, marcas registradas, direitos autorais, patentes ou outros tipos de investimentos, dados a partir da aquisição feita pelos seus “acionistas”.

E as principais funções desse tipo de organização são:

  • Possuir o poder de controle das empresas.
  • Possuir uma grande mobilidade.
  • Manter “acionistas” que investem em várias empresas ao mesmo tempo.
  • Manter de modo minoritário as ações de outras empresas, com a finalidade de investimento.

Um exemplo clássico de “holding empresarial” é você observar o Grupo Globo, nele estão várias empresas como: editora globo, globo.com, a TV globo, sistema da rádio globo e outras.

Analisando esse exemplo, é possível notar que não necessariamente as empresas precisam ser do mesmo segmento.

Portanto uma holding é um conjunto de empresas, conquistadas com ajuda de acionistas, e controladas por uma organização.

Essa organização não produz nada, só tem o dever de manter em conjunto todas as empresas subsidiárias conquistadas através da compra de ações, controlando a administração.

Como são classificadas as holdings, de acordo com os investimentos dos acionistas?

Existem quatro principais tipos de classificações para uma holding. A primeira é a chamada holding pura, nessa organização o objetivo é a participação no capital de outras sociedades.

E por isso todas as receitas são provenientes de lucros e dividendos, de acordo com as participações dos acionistas.

Esse tipo de organização apenas controla as ações, podendo alterar com mais facilidade o endereço da sua sede principal.

O segundo tipo de holding é chamado de holding mista.

Também mantem a participação em outras empresas, comprando ações, porém exerce outras atividades.

Esse tipo é o mais utilizado no Brasil, devido as questões fiscais e administrativas do país.

A ideia é que essas empresas prestem serviços civis ou comerciais, nunca industriais.

A terceira é chamada de holding de participação.

É quando a participação na sociedade é minoritária, podendo haver interesse de continuar com a organização devido a questões pessoais, que é o caso da próxima classificação.

A quarta classificação é a holding familiar.

Como o próprio nome já diz, essa organização tem como função principal, controlar os patrimônios de uma ou mais pessoas, desde que sejam da mesma família.

E agora que você já está atento as quatro principais classificações, veja os motivos, que expressamos em módulo de vantagens, para você criar ou fazer parte de uma dessas organizações.

Quais são as vantagens de uma holding empresarial?

Citando as principais vantagens teremos:

  • Facilidade de captação e formação dos membros, já que o mercado de ações é aberto ao público geral.
  • Agrupamento de capital, que torna a holding uma empresa realizadora de projetos em grande escala, com a finalidade de aumentar a rentabilidade e divisão entre os acionistas.
  • Pelo número de ações adquiridas a organização tem facilidade em conseguir descontos e melhores condições de créditos.
  • Alguns riscos são evitados ou até excluídos. Ao investir em várias ações, caso tenha prejuízo, os acionistas não se abalaram, pois a holding não é afetada.

E acredito que de todas essas vantagens apresentadas até aqui, a principal é que as empresas subsidiárias (aquelas que os acionistas investiram), trabalham separadas legalmente.

Uma estratégia de sucesso para criar uma holding é investir em ações de setores diferentes.

Vamos supor que a sua empresa tenha investimentos aplicados em diversos setores distintos, você provavelmente irá concordar que a chance da sua holding falir é quase nula.

O fato é que as chances de ter realizado pelo menos um investimento positivo são grandes.

Essa separação legal faz a proteção das perdas sofridas por empresas que atuem mal por um determinado período, aquelas que tiveram prejuízos ou zeraram as finanças (sem lucro).

Considerações Finais

A holding empresarial tem como principal objetivo controlar várias empresas de setores diferentes.

A partir dos investimentos feitos pelos acionistas, eles conseguem controlar e até exercem um poder de decisão sobre algumas empresas subsidiárias.

É preciso entender que, para uma análise de mercado, caso se tenha a pretenção de criar ou participar de holding, é necessário preciso diversificar os investimentos, evitando assim riscos de perder dinheiro.

O texto de hoje foi sobre como funciona uma holding empresarial, quais são os tipos de classificações de outras holdings, algumas vantagens e também o que você não deve fazer ao participar de uma organização desse porte.

E mesmo que você seja um acionista experiente ou não, é possível procurar informações sobre como criar uma holding, portanto, aproveite para ler outro artigo com mais informações sobre as holdings.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *