Descubra tudo sobre a bota de segurança

Publicado por redator em

A bota de segurança é um dos principais EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), usada em diferentes ambientes e com as mais variadas funções.

Muito simples, não é preciso treinar os funcionários para que eles as usem corretamente, como é o caso de outros EPIs como os protetores auditivos ou óculos de proteção.

Para que servem esses calçados?

Antes de entender as funções desses materiais, é preciso conhecer os tipos de Bota epi existentes:

  • Contra impactos
  • Contra umidade
  • Contra descargas elétricas
  • Contra o contato com produtos químicos
  • Contra o calor excessivo
  • Contra o frio excessivo
  • Contra cortes e perfurações

No entanto, a maioria das botas disponíveis no mercado servem para mais de uma função, afinal a maior parte dos trabalhos de risco apresentam mais de uma situação de risco.

Esse é o caso da Bota de segurança com bico de aço: elas oferecem proteção contra impacto, o que significa que no caso de um objeto pesado cair sobre o pés do operário os danos serão atenuados e sua integridade preservada.

Contra cortes, devido a resistência desse metal; contra descargas elétricas e escorregões, já que além da biqueira também possui um grosso solado de borracha.

Outro exemplo de Bota de segurança masculina multifuncional é a de PVC, que mesmo quando considerada um EPI destinado para riscos leves.

Protege contra diferentes agentes: o calor ou frio excessivos, possíveis cortes ou escoriações, produtos químicos, umidade e também possui um solado de borracha que evita possíveis escorregões e protege contra descargas elétricas.

Onde esses equipamentos são usados?

Sem dúvida, um ambiente no qual a bota masculina de PVC não pode faltar é a indústria de alimentos.

Geralmente, a temperatura nesses locais é muito alta ou muito baixa e as extremidades do corpo são as partes mais afetadas e que pedem por proteção.

Além disso, são ambientes muito úmidos e propícios a acidentes como quedas e escorregões, o que justifica o solado de borracha.

Outra indústria na qual elas não podem faltar é a química, o que inclui laboratórios, já que esse EPI é conhecido por sua impermeabilidade e resistência, protegendo os pés e canelas contra qualquer substância que possa causar alergias, irritações, provocar doenças etc.

Já as botas com biqueira de aço estão muito presentes em ambientes com alto risco de queda de compressão, ou seja, a queda de materiais pesado sobre os pés dos operários.

Alguns exemplos são o setor de construção civil, mineradoras, indústrias civil e automobilística, dentre outros.

Dentro de fábricas, há muitas máquinas de grande porte e materiais pesados como o próprio aço e, por isso.

É importante proteger os pés contra chutes acidentais ou as chamadas “trombadas”, outra função essencial da biqueira de metal.

Aliás, as de aço não são as únicas existentes: há biqueiras de alumínio e de composite.

Mais uma vez, o solado oferece proteção contra choques e contra quedas acidentais.

Também existe o sapato de segurança, que possui o formato e tamanho de um sapato qualquer, mas é antiderrapante.

Seu uso ocorre em ambientes que oferecem menos riscos, como por profissionais de enfermagem e de gastronomia.

As duas profissões envolvem muita movimentação, pois tratam de atender clientes ou pacientes no menor tempo possível, o que no caso de enfermeiros pode ser algo determinante para a conservação da vida de alguém.

Em hospitais, o ato de correr se soma ao fato de que o chão é sempre limpo da melhor forma possível, o que implica em sempre estar escorregadio. Por isso, o uso dos calçados adequados é essencial.

As botas de segurança não são EPIs descartáveis e, por isso, contam como parte do uniforme.

É preciso instruir os funcionários quanto a conservação das mesmas e se certificar de que elas sempre estejam limpas.

No caso de produtos desgastados ou danificados, o equipamento deve ser trocado, pois perde muito a sua capacidade de resguardar a saúde e o bem estar do seu usuário.

No final, no caso de algum acidente, um equipamento danificado equivale à ausência de equipamento.

Ao comprar as botas de segurança para o time de funcionários, procure uma empresa confiável, que utilize matéria prima de qualidade e obedeça todas as exigências governamentais na confecção de seus produtos.

É melhor que se tenha um maior investimento inicial nos produtos do que precisar repor todo o material novamente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *